Canadian Oil Low Acid”, conhecida aqui no Brasil de canola, é uma invenção canadense feita em laboratório. Aquela flor que aparece nos rótulos nada mais é do que a planta colza. A canola deriva dessa planta, que é geneticamente modificada sendo o resultado de um cruzamento de várias subespécies de plantas da mesma família.

Através de algumas pesquisas, os cientistas descobriram que o óleo de colza era um monoinsaturado e que já havia sido usado em outros lugares do mundo. Parece que está tudo ok até aqui, mas o grande problema é que quase dois terços desses óleos monoinsaturados presentes na colza se trata de ácido erúcico, um ácido extremamente tóxico e com grande associação a problemas no coração (lesões fibróticas).

Já existem trabalhos relacionando o óleo canola com inúmeras enfermidades: problemas como câncer, câncer de pulmão, atraso no crescimento. E não se engane: até o FDA proíbe o uso do óleo canola em fórmulas infantis como NAN! O óleo canola pode também aumentar o colesterol e causar problemas cardíacos. Busque opções como óleo de coco e banha de porco por exemplo.

colza

O CFN (Conselho Federal de Nutricionistas) publicou um parecer sobre o assunto em agosto de 2015, onde eles reforçam:
“O óleo de canola tem mostrado efeitos cardioprotetores devido ao conteúdo de ácidos graxos monoinsaturados, que promovem a regulação de lipídios plasmáticos, lipoproteínas e aumento da sensibilidade à insulina. Vale ressaltar que os efeitos saudáveis dos óleos comestíveis podem ser suscetíveis a alterações segundo o método culinário utilizado (frituras em profundidade ou superficiais) e em cocções de longo tempo, o que gera mudanças físico químicas que podem repercutir na saúde devido à produção de substâncias indesejáveis ou tóxicas (acroleína). ”.

Por fim, a ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia) classifica o óleo de canola como estável para cozinhar ou fritar devido à baixa formação de aldeídos quando submetidos a alta temperatura. O consumo de aldeídos, mesmo que em pequenas quantidades, tem sido relacionado a um risco de doenças do coração e câncer. O óleo de canola produz baixa quantidade de aldeídos devido à alta concentração de ácidos graxos monoinsaturados, que o torna muito mais estável quando submetido ao calor.

 

Fonte: http://mamyfit.com.br/oleo-de-canola-vilao-ou-mocinho/

Anúncios