São tempos difíceis de quarentena, não há como negar. Se nos dissessem que 2020 começaria com o mundo sofrendo uma pandemia de coronavírus, muitos não acreditariam. O isolamento social já é uma realidade em muitos países. Como se adaptar ao isolamento social e cuidar da sua saúde mental?

Para você não ficar comendo o dia inteiro, siga estas dicas:

1 – Estabelecer rotina

Colocar em uma folha, horários para cada atividade no dia. Exemplo:

09:00 Tomar café da manhã com a família

10:00 Dançar zumba com a família

12:00 Almoçar, tranquilamente com as pessoas que você mais ama

14:00 Limpar e organizar geladeira

15:00 Ler um livro

2 – Fazer uma boa leitura, escutar música e cozinhar

Procure fazer atividades que você mais gosta de fazer. Aproveite este tempo livre para criar (escrever um livro, compor uma música e criar ou testar novas receitas).

3 – Evitar o excesso de notícias e eleger fontes confiáveis

Tome cuidado com as famosas fake news. Não entre em links com noticias duvidosas, além de não serem noticias verdadeiras você pode pegar um vírus no seu computador ou celular. Procure informações no site do ministério da saúde.

4 – Manter contato com amigos e família

Neste momento, é importante se manter em contato com outras pessoas que estão vivendo na mesma circunstância. Quem mora sozinho, precisa buscar familiares e amigos, fazendo chamadas em vídeo. O mesmo vale para as pessoas de idade, que precisam do distanciamento social, mas que devem ser contatados sempre que possível.

  • Ligue para os seus avós que estão sozinhos em casa;
  • Faça uma ligação por Skype com a sua amiga que não vê há muito tempo e também está isolada;
  • Marque uma chamada de vídeo com todos os seus primos ou amigos

Estar-bem-Escolha-a-atividade-física-que-mais-combina-com-você

5 – Praticar atividades físicas

Mantendo o corpo em movimento, o organismo corre menos riscos de produzir substâncias comuns do excesso de ansiedade. O cortisol, por exemplo, é aliado ao estresse e pode atingir níveis altos sem esportes. Existe vários aplicativos que você pode instalar no seu celular ou você pode assistir vídeos no youtube.

Aproveite o seu tempo para testar outras modalidades de atividade física como por exemplo (Ballet fitness, yoga, pilates, zumba, box e hitt)

6 – Cuidar da higiene do sono

Como o aumento da ansiedade tem relação com as horas de sono, é preciso ficar atento com a qualidade no período em que se está dormindo. Como preparar o corpo antes de deitar?

  1. Procure fazer um jantar mais leve (Salada ou sopa)
  2. Tomar um chá de camomila + folhas de maracujá ou chá de camomila + murungu
  3. Desligar 1 hora antes de dormir o wi -fi e TV
  4. Procure ler um livro
  5. Pratique meditação antes de dormir

7 – Fazer terapia

Por ser um grande cenário de incerteza, os dois profissionais que se destacam  é o psicologo e o psiquiatra. Atualmente estes profissionais estão atendendo online. Mas se você não tem dinheiro para fazer este investimento na quarentena (Existe o Centro de Valorização da vida, ligue para 188). Uma simples sessão de terapia funciona como um “tranquilizante”.

8. Pratique meditação

Uma ferramenta valiosa e que já está no cotidiano de muitas pessoas deve receber ainda mais atenção agora. A meditação é grátis e pode ser feita em qualquer lugar da sua casa. Você precisa apenas se sentar em uma posição confortável, fechar os olhos e não se prender a nenhum dos pensamentos que lhe ocorrerem.

A meditação irá te ajudar a diminuir os níveis de ansiedade e estresse, além de ser benéfica para o fortalecimento do seu sistema imunológico. Afinal, quando a nossa mente vai bem, o corpo fica mais forte também.

Nesse período de quarentena, a dica é fazer pelo menos uma meditação por dia, mas se quiser ir além você pode começar e finalizar o seu dia com pequenas meditações para ficar mais tranquilo.

Atendimentos presenciais e online. Agendar consulta.

Fonte: https://www.vittude.com/blog/quarentena-como-manter-a-saude-mental

https://gauchazh.clicrbs.com.br/fique-bem/noticia/2020/04/em-tempos-de-isolamento-10-dicas-para-controlar-a-ansiedade-ck8nngjq6002e01ntm1cslyn5.html