O efeito positivo do chá verde na melhora da doença renal causada pelo diabetes foi comprovado em um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), publicado na revista Scientific Reports, do grupo Nature.
Um ensaio clínico, duplo-cego, 42 pacientes diabéticos com uma razão urinária de albumina-creatinina > 30 mg/g, com a administração da dose máxima recomendada de inibidores de renina-angiotensina, que é um medicamento utilizado para melhorar a função renal, foram divididos aleatoriamente em dois grupos iguais que receberam, durante 12 semanas, extrato de chá verde – contendo 800 mg de epigalocatequina-galato – ou placebo.

O medicamento foi mantido para todos os pacientes durante todo o período do estudo.
A eliminação de albumina na urina é normal em pequenas quantidades (até 30 mg por dia). No entanto, os pacientes do estudo eliminavam quantidades superiores apesar do tratamento medicamentoso, vale salientar que a alta excreção de albumina é indicador de prejuízo na função renal.

Pode-se concluir que a administração de polifenóis de chá verde reduz a albuminúria em pacientes diabéticos que receberam a dose máxima recomendada de inibidores do sistema renina-angiotensina.
Mas são necessários futuros ensaios randomizados multicêntricos, com amostras maiores, para confirmar a segurança e eficácia em longo prazo.

O grupo que recebeu o extrato de chá verde teve uma redução de 41% na albuminúria (perda da albumina por meio da urina), ao passo que o grupo que recebeu placebo teve um aumento de 3%.

Fonte: http://meunutricionista.com.br/voce-nutricionista/o-uso-do-cha-verde-em-pacientes-renais/

Anúncios