Durante muitos anos os óleos vegetais foram considerados os mais saudáveis e seguros no preparo de alimentos e substituíram quase que completamente o uso de gordura animal, vista por muitos como verdadeiros vilões. Porém, novas pesquisas mostram que talvez seja hora de derrubar alguns mitos e mudar conceitos.

Veja só mais alguns mitos relacionados à banha de porco. Sinceramente eu espero que eles mudem os seus conceitos sobre este alimento:

1- Ótima para cozinhar- O óleo que usamos todos os dias para cozinhar, quando aquecido em demasia, contém um grande número de compostos que são tóxicos para a saúde, tais como radicais livres, que são cancerígenos, quando consumido por um longo tempo. A banha, no entanto, atinge a temperatura certa para fritar alimentos muito mais rápido, por isso vai cozinhar mais rapidamente e a comida acaba sendo muito mais saudável.

Banha de porco causa doença cardíaca ? – Não

Enquanto a gordura animal é saudável para as suas artérias, sobre os óleos vegetais não podemos dizer o mesmo. Segundo um estudo de longa duração envolvendo 458 homens que sofreram ataque cardíaco ou angina, os indivíduos que substituíram gorduras animais por óleo vegetal, tiveram o dobro de mortes quando comparados com homens que consumiram gordura animal.

2- Nutritiva- A banha contém principais nutrientes que são benéficos para a saúde, como vitaminas B e C, além de minerais como fósforo e ferro. Uma coisa notável é que ela é isenta de açúcar, tornando-a excelente para as pessoas com diabetes; também contém uma baixa quantidade de sódio.

3- Saudável para o coração- Não há nenhum problema em relação à gordura saturada animal, como se pregou. Só que a banha não é gordura saturada pura. Esse é outro mito feito pela indústria dos óleos vegetais para descredenciar essa gordura. Na verdade, a banha tem uma composição perfeitamente balanceada com cerca de 40% de gordura saturada e 45% de gordura monoinsaturada.

4- Boa contra a depressão- A banha é rica em ácido oleico, uma gordura cujo consumo está diretamente relacionado ao menor risco de depressão. Ao comer banha de porco, ou cozinhar alimentos nele ou preparações culinárias, você vai dar ao seu corpo este ácido que evitará que sofra deste distúrbio.

E falando de gorduras, banha de animais criados soltos, pastoreando, são riquíssimos em ômega 3.
O diabético, que pela sua própria condição é mais vulnerável a problemas vasculares deve, portanto, evitar os excessos de gordura na alimentação. (com informações de Feldman)

Gostou? É só me seguir para receber diariamente dicas de nutrição e saúde.

Fonte: http://www.bolsademulher.com/saude/banha-de-porco-e-mais-saudavel-do-que-oleo-de-canola-diz-medico-entenda

Anúncios