velhice-saudavel-51b87b091e9b3

A água é essencial para a vida e uma boa hidratação é importante para o organismo funcionar eficientemente. Os idosos têm uma necessidade de ingestão de líquidos semelhante à dos jovens adultos.Ao decorrer da nossa vida, existe várias mudanças fisiológicas na sequência do processo de envelhecimento que podem afetar o equilíbrio hídrico nesta população, colocando os idosos em risco de desidratação.

O mecanismo de resposta de sede diminui com a idade, a quantidade total de água no organismo também é menor em virtude da perda de massa muscular e ocorre igualmente uma diminuição da função renal.
CAUSAS DE DESIDRATAÇÃO NOS IDOSOS

– Diminuição na quantidade total de água no organismo, associada à perda de massa magra;

– Diminuição da sensação de sede;

– Alterações na concentração plasmática de vasopressina (hormona segregada em casos de desidratação, responsável pela retenção de água a nível dos rins, concentrando e reduzindo o volume da urina);

– Dificuldades de mobilidade quanto ao acesso a água;

– Problemas de visão;

– Dificuldades de deglutição;

– Confusão e outras alterações cognitivas que levam a uma menor capacidade de comunicação;

– Uso de sedativos;

– Medo da incontinência (pode levar alguns idosos a limitar o consumo de líquidos);

– Baixo consumo de alimentos;

– Uso de medicação como diuréticos e laxantes;

– Insuficiência renal;

– Patologias agudas com febre ou as que causam dificuldades em engolir ou provocam diarreia e vômitos;

– Diabetes Insipidus (doença caracterizada por sede pronunciada e excreção de grandes quantidades de urina muito diluída. Tem origem numa deficiência da hormona vasopressina ou pela insensibilidade dos rins a esta hormona).

Indivíduos do sexo feminino, com peso corporal baixo, com problemas motores ou mobilidade reduzida, hospitalizados e que sofram de demência, depressão ou anorexia têm maior risco de desidratação.

O risco é ainda acrescido durante o Inverno (porque é mais fácil esquecer-se de beber água), ou em ambientes muito quentes e secos (como espaços com ar condicionado)

DICA:

É necessário informar as pessoas idosas sobre a necessidade de beberem o suficiente, mesmo quando pensam que não é necessário por causa da diminuição da sensação de sede com o envelhecimento.

As pessoas idosas devem ser informadas sobre a grande variedade de bebidas disponíveis como, por exemplo, chá, sumos de frutas, infusões, leite e sopa.

Tomar no mínimo 2 litros de água por dia.

Anúncios