sal-palmito-597x355-1a

Muito nutritivo e rico em vitaminas e minerais, o palmito possui poucas calorias e sabor muito agradável. Porém é preciso ter cuidado na hora de comprá-lo. Além de conhecer a sua procedência e verificar se há o registro no Ministério da Saúde e IBAMA, o consumidor deve ficar atento às dicas que vamos passar.

O botulismo é uma forma de intoxicação alimentar rara. A doença é causada pela toxina produzida por uma bactéria presente no solo e em alimentos contaminados e mal conservados.

Essa bactéria produz uma potente toxina, a toxina botulínica, que se dissemina para todo o organismo e age paralisando uma série de músculos. Acontece primeiro uma paralisia da musculatura dos olhos, que podem ficar caídos e causar visão dupla, além de dificuldades na deglutição e locomoção. Em um estágio mais avançado, pode ocorrer comprometimento da musculatura respiratória, com consequente parada respiratória e até mesmo óbito.

Ao apresentar alguns desses sintomas, o paciente deve procurar um médico o mais rápido possível, já que se trata de uma questão de urgência médica. A demora no atendimento e administração do soro botulínico, além de levar à morte em estágios avançados, pode provocar graves sequelas motoras, como paralisias.

tratamentos-do-botulismo-2

Prevenção do botulismo

Alimentos  embutidos e enlatados podem estar contaminas também, é  importante ter cuidados com todos esses alimentos. Veja logo a seguir, dicas para comprar palmito:

– O palmito só deve ser consumidor após fervido durante 15 minutos em água ou líquido de conserva.

– Nunca consuma palmito de origem duvidosa ou desconhecida.

– Verifique sempre a data de validade do produto e sua aparência, prestando atenção na cor, cheiro e sabor. Se o produto estiver com coloração escura ou apresentar cor rosada em seu corte, não compre. Nestes casos o palmito está infectado pelo elemento ferruginoso. Evite comprar quando o líquido estiver com a coloração esbranquiçada, pois pode ser sinal de que foram adicionados elementos químicos, nocivos à saúde.

– Procure comprar produtos que apresentam na embalagem, origem de cultivo, registro no MS e IBAMA, ecológico e de plantação planejada.

– Devem ser descartadas as embalagens rasgadas, amassadas, enferrujadas, estufadas ou com qualquer outro tipo de alteração. Uma lata amassada ou defeituosa pode oxidar o conteúdo causando danos à saúde.

– Quando as embalagens estiverem ainda fechadas, devem ser mantidas em local limpo, fresco, com boa ventilação e seco. Após aberto, o produto deve ser conservado na embalagem com a própria salmoura, e consumido no prazo máximo de 03 dias (ou a informação que constar na rotulagem.

Ficou com alguma dúvida? Pode perguntar que a nutricionista responde.

Anúncios