A motivação é algo que faz com que as pessoas saiam de sua inércia e zona de conforto até alcançarem aquilo que elas tanto desejam, de forma que isso dependa da sua disposição à mudança de comportamento ou mesmo como modo de estímulo e crescimento individual e profissional.

De tal maneira, tais estímulos podem se dar de duas maneiras diferentes, que seriam:

A motivação intrínseca e a extrínseca.

A motivação intrínseca (interna) se refere a tudo aquilo oriundo e dependente do próprio ser humano, de tal forma está interligado diretamente às prioridades, vontades e aos valores absorvidos durante a vida. De tal maneira, a motivação intrínseca se restringe à sensação que uma determinada pessoa tem em si mesmo como válvula para poder continuar trabalhando até alcançar algo que deseja. A pessoa sente prazer em executar determinada ação, independente dos resultados.

Por outro lado, a motivação extrínseca (externa), segundo a teoria da autodeterminação, refere-se a comportamentos executados prevendo resultados que vão além da própria ação. Ou seja, nem sempre é prazerosa mas precisa ser executada devido aos resultados que irá proporcionar. A motivação extrínseca pode ser variada de acordo com o índice de autodeterminação que o estímulo externo promove. Exemplo: ir a academia ou emagrecer para agradar o marido. Esse tipo de motivação externa terá um nível de autodeterminação muito menor se a pessoa for à academia, ou se alimentar melhor porque sente prazer nisso. É algo variável que se transforma de acordo com o ambiente ou situações, e normalmente está ligado à recompensas, busca por aprovação ou até fuga à críticas.

A autodeterminação é um dos principais motores para que a autorresponsabilidade se desenvolva, já que uma pessoa que não assume as rédeas de seus objetivos nunca terá os resultados que gostaria. Estará sempre delegando seus objetivos e consequentemente seus resultados. Ao contrário daqueles que entrega seu real potencial em suas tarefas.

Por sua vez, esses tipos de estímulos tendem a moldar a personalidade e a maneira de uma pessoa agir, cada vez mais distante dela mesma e de seus valores, e assim não consegue se manter firme em seus objetivos. Quanto mais focar em motivadores externos para ir de encontro ao objetivo menor será o nível de autodeterminação.

Fonte: https://www.marciaspereira.com.br/a-disposicao-para-a-mudanca-de-comportamento-segundo-a-teoria-da-autodeterminacao/

Anúncios