A reeducação e a suplementação alimentar são fundamentais para o paciente que opta pelo tratamento cirúrgico da obesidade. Sem isso é possível que o resultado seja comprometido. Os cuidados nutricionais garantem que o paciente realize a adequação de nutrientes e calorias para ter uma boa recuperação no pós-operatório, preserve massa magra durante o emagrecimento e também minimize problemas como o refluxo, a saciedade precoce e o Dumping, além de readequar o organismo a sua nova realidade.

O período pós-operatório da cirurgia bariátrica é delicado, como o de qualquer outra cirurgia, é preciso seguir a risca as orientações médicas e respeitar cada fase alimentar para que não haja complicações na recuperação.

Veja quais os tipos de alimentos que se deve ingerir em cada fase e como cada uma funciona:

1ª fase: Alimentação líquida
A primeira etapa é marcada por uma dieta líquida que dura aproximadamente 15 dias. Nesse período é liberado água de coco, isotônicos, suco e chá com adoçante. Os alimentos deverão ser tomados lentamente, utilizando–se a técnica de ingestão controlada, Constituída de pequenos volumes, cerca de 100 a 150 ml, fracionados em 6 a 8 vezes ao dia, respeitando um intervalo de 2 a 3 horas entre cada refeição.

2ª fase: Dieta pastosa
A segunda fase se inicia aproximadamente no 30º dia após a cirurgia. Nesse período são liberados alimentos de consistência pastosa como purês, pastas ou cremes, suflê, caldo de feijão, carne triturada ou moída, legumes ralados e sem casca. Os alimentos deverão ser bem triturados e mastigados para uma boa adaptação na câmara gástrica. Deve-se dar preferência aos alimentos mais nutritivos, pois o volume tolerado é cerca de 1 a 2 colheres de sopa de cada alimento, conseguindo atingir em uma refeição cerca de 120 a 150 g de alimento.

7ff502a62b7b79ddd7ce710833c217c0

3ª fase: Dieta branda
Esta fase acontece por volta do 3º mês após a cirurgia. Aqui já são permitidos alimentos próximos a consistência normal mantendo-se a restrição à alimentos crus, frituras e com fibras. O volume alimentar tolerado é cerca de 120 a 150 g de alimento.

4ª fase: Independência alimentar
Após o 4º mês, a Dieta deverá ser normal, respeitando as características individuais de cada paciente e mantendo apenas o controle de volume e balanceamento nutricional. As restrições alimentares serão em relação ao consumo de bagaços, sementes, cascas duras especialmente de verduras e legumes, alimentos como carnes duras, empanados e frituras.
No geral para você manter uma boa saúde e não ter nenhuma complicação após a cirurgia bariátrica você deve seguir as orientações do seu médico, retornar as consultas periodicamente e procurar seguir os passos:

  • Mastigar muito bem os alimentos, alimentando-se ambiente tranqüilo e sem pressa.
  • Plano alimentar com seis refeições fracionadas ao dia, pequenos volumes e freqüentes.
  • Procurar equilibrar a dieta ao longo do dia.
  • Parar de comer assim que sentir-se satisfeito.
  • Ingerir líquidos somente entre as refeições, nunca durante, preferindo água ou água de coco.
  • Praticar atividade física diária

Se você tiver dúvidas em relação a 1 fase (dieta líquida) é só clicar neste link e book

E também tem este vídeo Cirurgia Bariátrica

 

Fonte: http://www.sbcbm.org.br/wordpress/entenda-melhor-as-fases-nutricionais-do-pos-operatorio-de-cirurgia-bariatrica/

http://www.ntco.com.br/dieta-pos-operatoria-da-cirurgia-bariatrica/

Anúncios