proteinas

Estudos mostram que o consumo elevado de proteínas de origem animal aumenta risco de morte por câncer e diabetes. Saiba mais sobre este assunto.

Um novo estudo acendeu um sinal de alerta contra o alto consumo de proteínas e, de quebra, contra as dietas que recomendam esse tipo de alimentação, como Dukan, Paleolítica e Atkins.

A pesquisa, publicada na revista científica “Cell Metabolism”, analisou dados da alimentação diária de mais de 6.000 americanos com mais de 50 anos, acompanhados durantes 18 anos.

A conclusão: para as pessoas entre 50 e 65 anos, o consumo alto de protéinas de origem animal(correspodentes a 20% ou mais das calorias diárias, ou cerca de 400gr de carne para um adulto que consome 2.000 calorias por dia) quadruplica o risco de morte por câncer em comparação com o consumo baixo de protéinas (menos de 10% das calorias diárias).

O ideal, segundo especialistas, é que as protéinas correspondam a algo entre 10% e 12% das calorias diárias.

O consumo alto e moderado de protéinas também aumentou o risco de complicações e mortes por diabetes.carne-assada-com-gordura-1

A associação entre o excesso de proteínas e risco maior de morte só foi observada com o consumo de protéinas de origem animla- analisando apenas o consumo de proteínas de origem vegetal, não houve risco maior de morte.

Segundo o endocrinologista Alfredo Halpern, esse tipo de dieta tem suas virtudes e pode ser feita por um período curto, como um ou dois meses, como estímulo para a perda de peso.

“Mas não há evidências de emagrecimento a longo prazo”, diz Ricardo Cohen, ex- presidente da sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica.

Halpern afirma ainda que ninguém consegue manter a dieta por muito tempo e que estudos já mostraram seus efeitos maléficos para rins e coração.

Uma explicação é que a maior quantia de protéinas aumenta o nível do fator de crescimento semlhante a insulina, que reflete a ação do hormônio de crescimento, ligado a alguns cânceres.
Especilistas disem que a dieta hiperproteica pode até deflagrar um processo inflamatório que levaria ao aumento de peso mais tarde.

Isso por que a protéina, quando é transformada em glicose no fígado, sobrecarrega o órgão, desestabiliza hormônios e o processo de absorção dos alimentos.

Recomendação: Consumir entre 0,8 e 1 grama de proteína por quilo de peso por dia. Assim, uma pessoa que pesa 70Kg necessita entre 56 gramas e 70g de proteínas por dia.

O ideal é ter uma alimentação balanceada de frutas, verduras, legumes, proteínas e gorduras.

Gostou? É  só me seguir para receber diariamente dicas de nutrição e saúde.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2014/03/1423561-consumo-elevado-de-proteinas-de-origem-animal-aumenta-risco-de-morte-por-cancer-e-diabetes.shtml

Anúncios