feijaoVocê não gosta de feijão? só de lembrar “sente nojo”. Você pode substitui- lo por outros alimentos da família das leguminosas.

O feijão é um alimento composto de carboidratos (60-65% de sua composição), proteínas (16-33%) e fibras (3-7%). Ele é fonte das vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B6), de ácido fólico, de ferro, fósforo e magnésio.

Ele é um alimento importante de ser ingerido diariamente porque a sua composição nutricional é muito completa. O carboidrato oferece energia para as atividades diárias. A proteína, apesar de ter um baixo valor biológico e ser menos utilizada do que proteínas de fontes animais, é importante para a formação de músculos e tecidos corporais (unhas, cabelo, pele).

Ficar sem comer feijão não acarretará problemas se este for substituído por outros alimentos fonte de vitaminas e minerais que ele contem.

O feijão faz parte da família das leguminosas, desta forma, outros alimentos desta podem substituí-lo. Veja a lista de alguns alimentos que podem substituir o feijão:

Grão-de-bico: é um alimento composto de carboidratos, proteínas e fibras. Ele é fonte das vitaminas do complexo B, de ácido fólico, de ferro, fósforo e potássio.

Ele deve ser consumido na sua forma cozida, e normalmente é servido em forma de saladas. Não há contra-indicação para indivíduos saudáveis (em caso de patologias com necessidade de dieta específica é aconselhável procurar um nutricionista).

Ervilha: é um alimento composto de carboidratos, proteínas e fibras. É fonte de vitamina B1, e moderadamente rica em ferro, potássio e cálcio. Ela tem melhor digestibilidade se for consumida bem cozida e sem a pele.

As preparações com este grão são grandes: sopas, saladas, risotos. Não há contra-indicação para indivíduos saudáveis.

1798009-159626-1280

Soja: é o alimento vegetal fonte de proteína de ótima qualidade, por isso é considerada uma possibilidade de substituição da carne. É composta também de carboidratos, fibras e é fonte de vitaminas do complexo B, ferro, cálcio, magnésio, potássio e iodo.

Ela pode ser consumida de diversas formas: bebidas (mais conhecidas como leite de soja), ingrediente de sumos de fruta e iogurtes, queijo (tofu), substitutos de carne (seitan) e farinha. Não há contra-indicação para indivíduos saudáveis (em caso de patologias com necessidade de dieta específica é aconselhável procurar um nutricionista).

A soja é melhor que o feijão na qualidade da proteína oferecida e por ser um alimento funcional com propriedades terapêuticas. Porém, o seu preparo é mais difícil que o do feijão.

Gostou? É só me seguir para receber dicas de saúde e alimentação.

Fonte: http://www.webrun.com.br/h/noticias/nao-come-feijao-veja-a-lista-de-possiveis-substituicoes/8373/pag/2

Anúncios