foto-hombre-piscina-600x275

Obviamente, nosso organismo estará concentrado na digestão dos alimentos durante algumas horas. No entanto, não há impeditivo algum em se fazer exercícios como caminhar ou banhar- se, o que até facilita a digestão. Porém, exercícios mais pesados causarão uma competição entre os músculos e o aparelho digestivo em busca de maior volume de sangue, o que pode prejudicar um dos dois. Cãibras, náuseas, movimentação intestinal ou cansaço são sinais de que um deles está perdendo a luta.

Outra questão é a temperatura da água. Os mares frios e agitados exigem respeito após uma boa refeição. Associam- se a isso dois fatores: o exercício mais intenso e a perda de calor. O organismo acelera seu metabolismo para produzir mais calor e vencer a queda de temperatura. Portanto, o aparelho digestivo em pleno desempenho de suas funções pode ser prejudicado. Não é raro ocorrerem náuseas e vômitos como consequência. Uma refeição leve, obviamente, não produzirá o mesmo efeito. 

Mas nada impede que se entre em uma piscina de água tépida logo após uma refeição. Sempre impedimos nossas crianças de fazer isso, o que provavelmente está certo, pois elas colocam muita energia em tudo o que fazem.

Gostou? É só me seguir para receber dicas de nutrição e saúde.

Fonte: Livro: Fatos e mitos sobre sua saúde, autor: Dr. Fernando Lucchese, 2006.

Anúncios