Services_topcons_pills

A obesidade e excesso de peso podem causar sérios riscos para a saúde como, por exemplo: Doenças Cardíacas, Diabetes, Câncer, AVC. O resultado de tudo isso é a morte. Atualmente as pessoas já estão preocupadas com esta situação, por isso estão procurando métodos mais rápidos para emagrecer. Será que só tomando remédio para emagrecer resolve?

Um dos grandes problemas que vem aumentado a cada dia  e afetando famílias em todos os lugares no mundo é a obesidade. O resultado de tudo isso é pessoas desesperadas em emagrecer rápido, acaba levando-as a consumir remédios que dizem ter efeitos milagrosos.

As pessoas têm preguiça em ir ao um médico, preferem ir à farmácia em busca de uma solução mais rápida ou pede ajuda a um amigo ou familiar. Esquecem do risco que pode causar um remédio, os feitos colaterais pode causar ate morte.

Tomando remédios para emagrecer, você até consegue emagrecer, mas fica dependente do remédio. Se você perdeu 5 kg, quando você para de tomar o medicamento você recupera os 5 kg e ganha mais 5 kg, ou seja, o remédio faz com que seu organismo fique com o efeito sanfona.

O remédio mais conhecido sibutramina, atua diretamente no sistema nervoso central, numa parte do cérebro (Hipotálamo) responsável por controlar a sensação de ansiedade e fome. O objetivo desta droga é o controle das calorias, possibilitando assim a reeducação alimentar e conseqüentemente a perda de peso.

Efeitos Colaterais:

  • Boca seca;
  • Apetite elevado;
  • Náusea;
  • Gosto estranho na boca;
  • Estômago irritado;
  • Constipação;
  • Insônia ou sonolência;
  • Tontura;
  • Dores menstruais;
  • Dor de cabeça;
  • Dor nas articulações;
  • Elevação da pressão sanguínea.

IMPORTANTE LEMBRAR: Todo o medicamento apresenta efeitos colaterais, por isso todo o tratamento tem que ser acompanhado pelo médico desde o inicio do tratamento.

Além dos efeitos colaterais o medicamento é contra indicado:

  • Condições psiquiátricas como bulimia, anorexia, depressão profunda
  • Hipersensibilidade ao medicamento
  • Pacientes menores de 18 anos
  • Tratamento com outros inibidores ou antidepressivos
  • Hipertensão não controlada
  • Hipertensão pulmonar
  • Lesões em válvulas cardíacas
  • Doença coronária
  • Insuficiência cardíaca
  • Arritmia séria
  • Infarto do miocárdio anterior
  • Infarto ou ataque isquêmico transiente
  • Hipertiroidismo
  • Mulheres grávidas ou lactantes

Para emagrecer com saúde tem que mudar seu Hábito Alimentar, na grande maioria das vezes não precisa tomar remédio.Se precisa de uma ajuda profissional, agende uma consulta com nutricionista.

Gostou? É só me seguir para receber dicas de nutrição e saúde.

Anúncios