anis-estrelado

Originário da Europa Meridional e Oriente, o Alcaçuz (Glycyrrhiza glabra) tem uma complicada composição química que lhe oferece vários benefícios.

Na China, onde é uma das ervas mais utilizadas, é indicado para o baço, rins e proteger o fígado de doenças. No Japão um preparado de alcaçuz é utilizado para tratar a hepatite. Estudos mostram que o uso do alcaçuz ajuda o fígado a combater as toxinas produzidas pela difteria, tétano, cocaína e estriquinina e também aumenta a estocagem de glicogênio.

Conheça agora todos os benefícios desta semente:

1- Mau-hálito, tosse:
Vinho medicinal: colocar em infusão, por 10 dias em um litro de bom vinho branco, 120 g de raízes de alcaçuz esmagadas, 60 g de sementes de anis e 60g de sementes de funcho. Filtrar o vinho e tomar 6 colheres ao dia. Este vinho serve também para fazer bochechos, especialmente quando o mau-hálito é persistente. Também é eficaz contra tosse nesta dose

2- Inflamações das gengivas e boca:
Decocção 1: ferver por 3 minutos 300 g de alcaçuz em 1 litro e meio de água e, após meia hora, filtrar o líquido morno e empregá-lo em bochechos e gargarejos freqüentes.
Decocção 2: ferver por 10 minutos em 1 litro de água, 20 g de raízes e ramos de alcaçuz, 40 g de eucalipto, 10 g de segurelha. Deixe o líquido repousar por meia hora e depois filtrá-lo, empregando-o para bochechos e gargarejos freqüentes.

3- Depurativo, eczema:
Decocção: cozinhar lentamente por uma hora em 3 litros de água, 15 g de raízes de alcaçuz, 20 g de raízes de genciana, 20 g de raízes de salsaparrilha, 50 g de raízes de bardana, 50 g de raízes de gramínea, 150 g de raízes de dente-de-leão. Quando o líquido estiver frio, filtrá-lo e tomar uma xícara pela manhã em jejum, outra no meio da tarde e outra à noite, antes de deitar-se.

4- Prisão de ventre:
Infusão: misturar 50 g de raízes de alcaçuz em pó, 50 g de folhas de sene em pó, 30 g de folhas de funcho em pó, 20 g de folhas de zolfo em pó. Verter uma colherinha desta mistura em um pouco de água morna, deixar repousar por alguns minutos, remisturar e beber. Ingerida à noite ao deitar.

5- Úlcera do duodeno:
Decocção: verter em um litro de água 100 g de alcaçuz e 100 g de hipérico. Ferver tudo por 5 minutos, deixar repousar meia hora e filtrar. Tomar 1 xícara pela manhã em jejum e uma xícara após as refeições principais.

6- Acalmar tosse e acessos de bronquite:
Balas de alcaçuz: dissolver 500 g de alcaçuz em meio litro de água, adicionar 250 g de goma arábica, 150 g de açúcar e levar ao fogo. Deixe cozinhar até a mistura adquirir a consistência de massa ou pasta, espalhando-a então sobre uma superfície de mármore previamente untada. Depois de fria corta-se a massa com uma tesoura, em pequenos pedaços.

Atenção: Altas doses por longos períodos de tempo causa hipertensão arterial. Contra-indicada para diabéticos. Consumido regularmente pode causar retenção de sódio e potássio no organismo e contribuir para a hipertensão e a hipotassemia (baixa de potássio). Não deve ser usado por pessoas com história de hipertensão ou problema renal grave. O açúcar do Licorice não representa nenhum risco para diabéticos.

Gostou? É só me seguir para receber diariamente dicas de nutrição e saúde.

 

Fonte: http://www.remedio-caseiro.com/conheca-os-beneficios-do-alcacuz-para-a-saude/

http://ci-67.ciagri.usp.br/pm/ver_1pl.asp?f_cod=2

http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/alcacuz.html

Anúncios