Suor-corpo-todo

Pessoas com excesso de peso suam mais. Transpirar pode incomodar além do limite, mas é uma das formas que o organismo encontra para equilibrar a temperatura e garantir a saúde perfeita

Às vezes, o suor passa dos limites, principalmente em momentos de ansiedade e estresse e isso acontece mesmo quando a temperatura é bem baixa. É a hiperidrose. Considerada uma doença pela Organização Mundial da Saúde, o problema atinge 1% da população mundial e 2 milhões de pessoas só no Brasil.

Essa sudorese excessiva se concentra mais nas mãos, axilas e pés. “O tratamento definitivo para quem é portador de hiperidrose é uma cirurgia que demora 1 hora e o paciente pode ir para casa no mesmo dia”, informa o cirurgião toráxico Petrúcio Abrantes Sarmento, da Escola Paulista de Medicina. Ele diz também que a recuperação é rápida, pois a operação apenas secciona alguns nervos da cadeia simpática. “Depois de três dias dá para retornar ao trabalho e, em duas semanas, às atividades físicas regulares”.

620x970_suor

Obesidade x Suor excessivo

A gordura é um isolante térmico natural. Animais q vivem em ambientes frios/gelados tem q acumular gordura no corpo para se protegerem do frio. (Ex: baleias, urso polar, foca, leão-marinho…etc…). Pessoas gordas retém mais o calor e, portanto, transpiram mais.

Para os obesos, estar em lugares de clima quente é um sofrimento bem grande pois, “o fato do gordo (ou gordinho) suar mais sem fazer qualquer esforço físico, pode causar assaduras nas ‘dobrinhas’ do corpo, debaixo do peito, nas axilas e, por atrito, nas coxas. Estas lesões, que ficam sempre úmidas, ainda podem ser um foco para a proliferação de bactérias ou fungos e dar origem ao odor e até infecções”, explica a médica dermatologista Silvana Lessi Coghi, do Hospital São Camilo, de São Paulo.

“Para que isso não aconteça é preciso manter a pele sempre seca, tomar banho com sabonetes bactericidas, usar desodorantes que ajudam no controle da transpiração e, se aparecer áreas mais vermelhas que apresentam ardência, passar uma pomada à base de óxido de zinco para proteger o local”, aconselha o dermatologista Antonio Carlos do Nascimento.

Também para controlar a transpiração, os especialistas indicam aplicações de toxina botulínica na área do corpo onde o suor incomoda mais: axilas ou mãos. O efeito desta técnica dura, no máximo, seis meses. Depois, ela precisa ser refeita. Outro método não-definitivo é a intoforese, que consta de choquinhos para inibir a produção de suor. Há mais um tipo de controle: o emagrecimento. Você vai sofrer menos com esse mal quando estiver com o peso correto.

Gostou? É só me seguir para receber diariamente dicas de nutrição e saúde.

Fonte: http://dietaja.uol.com.br/xyyxxx/saude-fitness/133/artigo42039-1.asp.htm

Anúncios