Diabetes-2

A hipoglicemia acontece quando os níveis de glicose no sangue estão baixos demais. Ela não é uma doença, é uma reação que ocorre como uma consequência de alguma doença ou pelo uso de alguns medicamentos.

Quando ela ocorre?

Ela ocorre quando não há níveis de glicose no sangue (açúcar no sangue) suficientes para fornecer energia às células cerebrais. As demais células do corpo conseguem obter energia através da quebra de gorduras e proteínas armazenadas, mas os neurônios são nutridos exclusivamente por glicose. Por isso, a hipoglicemia é um sinal de que as células nervosas estão em sofrimento.

Ignorar os sintomas da hipoglicemia pode acarretar em consequências graves, como a perda de consciência. Isso porque o cérebro necessita de glicose para funcionar propriamente.

Quais são as causas da hipoglicemia?

Existem várias causas. A ocorrência de hipoglicemia é comum em pacientes diabéticos, mas pessoas sem o diagnóstico de diabetes mellitus também podem apresentar esta condição devido a outras causas, como:

  • Consumo exagerado de bebidas alcoólicas.
  • Jejum prolongado (é mais frequente em jejuns com mais de 72 horas de duração).
  • Esforço físico excessivo (os músculos consomem a glicose circulante e os neurônios ficam sem obter energia de maneira adequada).
  • Uso de alguns medicamentos como insulina e hipoglicemiantes orais são os que mais causam hipoglicemia, mas ela pode ocorrer com a ingestão de aspirina, anti-inflamatórios, beta-bloqueadores (por exemplo , o Propranolol) e alguns antibióticos.
  • Hipoglicemia reativa (ocorre 1 a 3 horas após as refeições, por rápida absorção dos carboidratos).
  • Tumores produtores de insulina (muito raros, mas precisam ser pesquisados em alguns casos).
  • Cirurgia para redução ou retirada do estômago, geralmente realizadas para auxiliar na perda de peso corporal ou devido a tumores localizados no estômago.

O que sente uma pessoa com hipoglicemia?

Quando os níveis de açúcar no sangue estão muito baixos, geralmente aparecem os seguintes sintomas:

  1. Tremores.
  2. Tontura.
  3. Palidez.
  4. Suor frio e excessivo.
  5. Fraqueza.
  6. Sensação de desmaio ou de “morte iminente”.
  7. Dor de cabeça.
  8. Alterações do estado de consciência.
  9. Pode-se até chegar às convulsões.

primeiros socorros
O que fazer para evitar a hipoglicemia?

Procure um médico, clínico geral ou endocrinologista para uma avaliação. Não ignore as crises de hipoglicemia, isto pode ser perigoso para a sua saúde.

Além do tratamento específico para cada causa, é importante:

  • Evitar períodos prolongados em jejum, fazendo intervalos regulares entre as refeições (comer de 3 em 3 horas), mantendo o hábito de 5 a 6 refeições ao dia.
  • Não abusar da ingestão de bebidas alcoólicas.
  • Antes de realizar qualquer atividade física, alimente-se. Sem exageros para não causar desconfortos desnecessários, mas nunca faça exercícios físicos com o estômago vazio. E evite práticas extenuantes.
  • Após as atividades físicas, reponha as perdas, comendo por exemplo uma fruta.
  • No caso de hipoglicemia reativa, evite a ingestão de carboidratos simples (açúcar branco, farinha branca, doces), dando preferência para os carboidratos complexos (arroz integral, farinha integral) ou associação de carboidratos com gorduras ou proteínas (pão com manteiga e não pão puro), que demoram mais para serem absorvidos.

O que fazer durante uma crise de hipoglicemia?

Tomar sucos de frutas, comer bombons, balas ou 2 colheres de açúcar diluídas em meio copo d’água pode ajudar na recuperação. Isto é usado para uma recuperação mais rápida durante uma crise.

Mas se você é diabético, não mantenha níveis altos de glicemia para evitar as crises de hipoglicemia. As complicações a longo prazo não valem a pena.

Gostou? É só me seguir para receber dicas de nutrição e saúde.

Fonte: http://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e-doencas/87832/como+reconhecer+e+evitar+a+hipoglicemia.htm

Anúncios